Uncategorised

now browsing by category

 

Colabora coas Brigadas Deseucaliptizadoras facéndote cun exemplar da novela «O Coala»

Na procura de dar continuidade ao traballo feito até agora polas Brigadas Deseucaliptizadoras, en Verdegaia queremos anunciar e agradecer a iniciativa de Daniel Ugarte, autor da novela O Coala, recentemente publicada por Edicións Do Peirao. Daniel ofreceuse a doar ao proxecto das Brigadas un euro por cada exemplar da novela vendido.

“Pareceume un bo xeito de vincular a obra coa realidade na que se insire”, explicounos Daniel. “Tamén de darlle visibilidade, claro. Tanto á novela como ao problema forestal que temos en Galicia.” O Coala conta a historia de Thomas Reed, un mozo galés que se traslada coa súa familia a Galicia para traballar como profesor de inglés nun colexio privado de Santiago de Compostela. Pouco despois da súa chegada, Thomas será testemuña dun acontecemento que crebará a convivencia da sociedade galega en tempos de crise: a misteriosa aparición dun coala nunha antiga carballeira, transformada agora en eucaliptal.

“A miña intención era parodiar a relación que temos as galegas e os galegos coa nosa lingua, co territorio, coa nosa cultura, en suma. E quería tamén que todo iso fose presentado desde os ollos dun estranxeiro, para conseguir certa distancia e non caer en visións excesivamente simplificadoras da realidade”, relata o autor.

Desde as Brigadas Deseucaliptizadoras saudamos esta proposta na que o patrimonio natural e cultural danse a man e animámosvos a que coloquedes O Coala na vosa lista de próximas lecturas. A novela xa está dispoñíbel na páxina web de Do Peirao e pronto o estará tamén en librarías de toda Galicia. Para animarvos a coñecer tanto o tema como o tono da novela, Daniel partilla en exclusiva coas Brigadas dous capitulos do inicio do libro.

Crónica da 1ª Brigada do Barbanza en Froxán

O lançamento do projecto das Brigadas deseucaliptizadoras teve lugar o dia 22 de abril de 2018 na Área Conservada pola Comunidade Vizinhal de Froxán (ICCA) em Lousame, implicando a própria Comunidade do Monte Vizinhal em Mão Comum e a Sociedade Histórica e Cultural Coluna Sanfins. Ambas as duas entidades tinham ensaiado em numerosas ocasiões durante o ano anterior o esquema de trabalho e voluntariado ambiental por volta da “roga” e “alvoroque”, mais recentemente numa campanha de micromecenado “deseucaliptizador” lançado em colaboração com Verdegaia e que tem ainda imenso trabalho por diante. Esta primeira intervenção das Brigadas estabelece de feito uma sinergia com o trabalho já feito e previsto.

Aproveitando as semanas prévias com chuva, na parte da manhã as mais de 40 pessoas participantes plantaram quase 700 árvores nativas (fundamental carvalhos e bidueiros, mas também avelaneiras, érvedos e cereijeiras) em claros rodeados de carvalheira na zona da “Costaneira” na que nos meses prévios a Comunidade eliminou várias massas de Eucalipto e Pinus radiata, fomentando a sucessão florestal e a consolidação de uma ampla massa de frondosas autóctones. Ao mesmo tempo, macharam-se os eucaliptos que com a chuva voltaram a agromar nas semanas prévias.

O alvaroque teve lugar já de volta em Frojám, sendo um tempo para o convívio, troca de ideias e preparação para o futuro. Após o café, roscão e licores, voltamos ao monte, continuando a plantação de mais 200 pés de frondosas nativas numa zona mais alta do monte, a “Volta dos Carros”. Continuamos logo a seguir para a zona húmida do Campo de Lamas, onde a Comunidade desenvolve um projecto de restauração de uma branha hidroturbosa que foi seleccionado com outros três de todo o Estado como caso piloto do livro Guía Práctica: “Cómo planificar proyectos de custodia para adaptarse al cambio climático en las regiones vulnerables de España” (pode-se conhecer com detalhe o projecto nesse mesmo documento). Lá removeram-se pés de Pinus radiata da zona onde nos anos 1970 os serviços florestais do Estado abriram um canal de drenagem, um dos principais fatores de degradação da zona húmida.

Durante o dia gravaram-se ainda materiais audiovisuais para dous pequenos vídeos divulgativos do projecto das Brigadas, com os quais finalizamos a crónica desta primeira roga e alvoroque deseucaliptizador! Até a próxima!

© 2019: Brigadas deseucaliptizadoras | GREEN EYE Theme by: D5 Creation | Powered by: WordPress